Tirando o Visto – O Final

Data do agendamento para a entrevista do visto: Sexta-feira 13.

Acordei às 4h20 da manhã para sair de casa às 5h, nem tomei café. Tinha que chegar no Consulado Americano à 7h para cumprir o horário do meu agendamento, que era às 7h30.

Trânsito tranquilo até Guarulhos. Ficamos cerca de 25 minutos parados depois de Guarulhos. Isso já era 6h15.

Andamos mais um tantão sem problemas, só com as motos-super-sem-noção de São Paulo passando por todos os lados.

Chegamos em uma avenidona e começou a parar tudo de novo. E eu conseguia ver lááá longe que estava tudo parado. Ou seja, iria ficar um bom tempo no trânsito. E o engraçado foi que tinha um cara correndo na calçada ao longo de toda a avenida e o mardito sempre passava a gente. Aposto que ele conseguiu chegar muito mais rápido que eu.

No meio do anda-e-para, um cara da empresa organizadora do intercâmbio me ligou:

– Nicole, onde você está?

(Não fazia a menor ideia, mas respondi) Entrando na Rua da Paz.

– Você está atrasada! São 7h50 e você deveria estar aqui às 7h!

– Ué, eu sei, mas tô no trânsito.

– Me procura quando chegar aqui!

– Tá, tchau.

Cheguei em frente ao Consulado às 8h e liguei pro cara, já que eu não fazia a menor ideia de onde ele estava. Encontrei o cidadão. Ele me entregou uns documentos e uma linda camiseta amarelo-vagalume. Vesti o negócio e fui para a fila. O pessoal era do horário das 10h. Cortei a fila junto com uma outra moça que também vai para San Francisco.

– Oi, eu estou com um agendamento para às 7h30 mas só consegui chegar agora.

(A moça do Consulado pergunta para uma policial) Que horas são aí?

(Nem esperei a policial responder e já fui cortanto a bronca) Sou eu e mais essa moça, nós duas somos do programa do Centro Paula Souza. Óh a camiseta.

– Ok. Pode entrar.

(Policial – Leia com sotaque nordestino): Me moxtre a sua bolsa, pufavô. Celulá, fone de ouvido, carregadô…?

– Não, já deixei tudo no guarda-volumes. (Que me custou R$5,00)

Fui para a fila e lá tinha mais atendentes com sotaque nordestino e muita, mas muita maquiagem. Segui todo mundo e passei para o lado de dentro do Consulado. Tinha muita, mas muita gente lá dentro. Peguei a minha senha: 2503. No telão estava aparecendo um número que me fazia estar na posição 250 da fila de espera. Lindíssimo. Ficaria ali até passar 250 pessoas antes de mim. Adorável para quem acordou às 4h20 da manhã e não tinha tomado café ainda.

Etapa 1: Pré-entrevista. Não durou 40 segundos.

Etapa 2: Impressão digital. Essa foi engraçada. Cheguei na cabine e a moça me falou assim (leia com sotaque americano): Máo ixquerrda. Máo dchirreita. Us dox polegarix. OK. Podchi seguí paua enturevista.

Etapa 3: Entrevista. O cara era americano mas falava um português bem legal. Não tive problemas para entender o que ele falou, mas a última frase foi da hora: Seo visto foe apurovadow. Podi seguirr para Sedex.

Ok. Lá fui eu para o Sedex preencher as coisas para receber meu passaporte em casa.

Esse processo todo durou 2h40. Beeemm diferente da outra vez, onde fiz tudo em 1h30.

OK. Saí de lá tremendo de fome já. Parei em uma padaria e comprei uns coisos de frango e peito de peru. Não estava bom, acho que estava estragado na verdade.

Seguimos para a FatecSP, que fica a cerca de 20-30 minutos do Consulado. Coincidentemente, a FatecSP fica perto da 25 de março. Fomos almoçar perto da 25 e aí, sim, eu fiquei feliz. Comi frango à parmeggiana e fui tirar um cochilo de 40 minutos no carro antes de ir andando para a FatecSP.

A reunião estava marcada para às 14h e eu cheguei às 13h30. Agora foi belezinha, sem atrasos.

Entramos na sala de reuniões às 14h mesmo. O engraçado é que tinha gente beeem mais velha que eu lá, na verdade, era a maioria. Isso mostra o perfil dos alunos do Centro Paula Souza.

Conteúdo comum: Casa de família, lavar roupa, o que fazer, o que não fazer, como levar líquidos no avião, malas despachadas, cartão de débito, compras, documentos… tudo normal.

Saí de lá às 16h e dei graças a Deus por ter visto um céu ensolarado. Encontrei com a minha família na 25 de março e fomos embora. Cheguei em casa às 19h, sem chuva nenhuma =)

Apesar da correria, até que foi interessante ter o visto aprovado numa sexta-feira 13.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: