Tirando o visto – A Saga

Para esse programa de bolsa os custos com passaporte e visto são por nossa conta. Como meu passaporte ainda é válido, consegui pular essa etapa, mas vou precisar de outro visto. Só não sabia que era tão chatinho fazer isso!

Vamos lá…

1) Pagamento da taxa de agendamento do visto (R$38,00). Essa foi fácil, um boleto somente.

2) Cadastro no site do Consulado Americano. OK. Fácil também.

3) Pagamento da taxa consular (USD140/BRL266). Aí já começou a complicar! Primeira coisa: valor pago somente nas agências do Citibank. Sorte que eu moro perto de uma cidade que tem uma agência Citibank, né, porque aqui em Caçapava mesmo não tem. Segunda coisa: como qualquer outro banco, funciona entre 10-16h… eu trabalho das 8h às 18h (!). Terceira coisa: pagamento somente em dinheiro, mediante a apresentação do passaporte, e quem escolhe a taxa de conversão é o Consulado, não existe essa de taxa vigente no dia, viu? OK.

Graças à Cilene, uma amiga do trabalho, consegui ir pagar o raio da taxa no meu horário de almoço. A Cilene é chique, tem carro, eu não, aí ela me fez o super favor de me levar até a agência. Foi fácil chegar, cerca de 10 minutos do trabalho. Cheguei na porta de entrada do banco e já fiquei me sentindo uma meleca. Alguém já viu a porta de entrada do Citibank? Mew, não é aquele negócio que você entra, gira e sai do outro lado do banco. É uma porta bem estranha, uma parte abre->você entra->a parte fecha->você fica esperando->outra parte abre->você sai. E eu fiquei lá esperando pra ver onde é que tava a merda da porta giratória! OK. Consegui entrar e tinha uma fila com 4 pessoas. Uma mulher já estava sendo atendida no balcão. O único detalhe é que essa mulher estava pagando todas as contas do mês de umas 2 casas diferentes… ela ficou exatos 13 minutos pagando os raios das contas, mew. Isso me atrasou infinitamente. Eu e a Cilene almoçamos que nem um furacão e chegamos uns bons 10 minutos atrasadas para o trabalho. Valeu Cilene!

4) Tirar foto 5×7. Não tão fácil assim, mas beleza, fui tirar a foto. Como no dia eu ia cortar o cabelo, tirei a foto com o cabelo antigo preso (o atual não dá mais para prender).

5) Preencher o formulário DS-160 no site do Consulado. Essa foi a etapa que mais me deu trabalho. Fiquei umas 2h preenchendo as coisas. Nesse formulário tem de tudo, desde data de nascimento da mãe até empresas em que a pessoa já trabalhou e perguntas que envolvem terrorismo, genocídio e tortura.

6) Pagamento da taxa Sevis, que é uma taxa específica para estudantes. O pagamento dessa taxa dá tipo um número de identificação que fica com você durante o intercâmbio. Essa foi de boa também, a única coisa que não foi de boa é o valor… USD200 no crédito e vai cobrar 6% de IOF quando chegar a fatura, porque é obrigatório comprar no crédito.

7) Organizar toda a documentação. Fácil também: passaporte, foto, formulários, CPF… essas coisas. Já organizei tudo belezinha.

8) A entrevista. Bom, isso ainda não aconteceu… Veremos!

To be continued…

Anúncios

1 comentário (+adicionar seu?)

  1. Cilene Amaro
    abr 10, 2012 @ 22:01:14

    É vamos esperar que sexta tem muito mais… =]

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: