Houston courthouse

Ontem nós tivemos mais uma viagem da Global Leadership Academy, fomos ao centro jurídico daqui de Houston. Achei interessante a forma com que eles organizaram os prédios. É como se fosse tudo em uma única praça, em um único quarteirão, coisa assim. Como se todos os prédios formassem um paredão para uma praça. Tem o prédio criminal, da criança, da família e um outro que eu esqueci pra que serve.

Percebe que nem dá para ver o final do prédio, né? Tava um frio do cão ontem e hoje tá pior, acordei com -2 e agora tá 8 graus lá fora. Isso porque até quinta-feira o calor aqui estava um negócio de dar dó. Então… esses dois prédios de esquina fazem parte do centro jurídico, daí eu estou no prédio central e do lado direito tinha mais um.

Para entrar no prédio todo mundo tem que passar por detectores de metais e todo mundo que estava na segurança do primeiro piso era mulher, não entendi o por que. Seguimos para o sétimo andar, onde nós entramos em um tribunal e um juiz estava lá esperando por nós. Ele fez um papel bem bizonho sobre como o sistema americano funciona e começou a explicar tudo. Nós ficamos sentados onde o juri fica e ouvimos a palestra dele. Particularmente, não entendi bulhufas. Fiquei com dó dele, tadinho, tinha hora que ele fazia umas piadas, só ele e os americanos davam risada, os outros alunos ficavam todos quietinhos. Ele é texano mesmo, então o sotaque é estranho e ele estava usando linguagem judicial, o que não ajudou em nada. Ele é o ser que está no meio de terno e gravata:

Depois nós fomos para o nono andar para encontrar com outro juiz, só que esse era diferente. Ele só lida com casos civis. Toda sexta-feira ele faz o que eles chamam de hearing (não sei o termo em português), que é quando só os advogados de cada caso vão até ele e começam a discutir o caso para um ficar sabendo do que o outro está fazendo. O juiz fica lá só ouvindo. Ele conversou com a gente no intervalo desses hearings. Esse cara foi melhor, ele falou sobre o trabalho dele, sobre ele e todo mundo entendeu tudo, porque ele também é professor, então ele sabe como falar de uma forma que todo mundo entenda. Ele é o cara de terno e gravata aí do meu lado:

Enquanto ele estava falando, começou a soar um alarme que ninguém sabia o que era. Ele terminou de falar e nós fomos para o primeiro andar de novo. Tinha um monte de gente lá embaixo e um monte de bombeiro passando. Daí todo mundo entendeu que era um alarme de incêndio, mas foi falso. Essa foi a segunda vez que soou um alarme de incência com a gente em algum lugar, mew.

Daí nós encontramos com uma advogada e ela explicou o que ela faz, como ela conseguiu ser advogada e blablabla. Depois disso nós fomos para o lado de fora e tinha um canal de tv filmando não sei o que lá e pediu para fazer uma entrevista com alguns alunos. Eu tratei de sumir de lá na hora.

O que eu consegui entender do sistema daqui:

Todos os juízes são eleitos pelo povo e eles tem que fazer campanha tipo político mesmo, com partido e tudo o mais. Depois de eleito, os juízes tem o direito de ficar de “posse” de algum tribunal por quatro anos. Então se você quer saber em qual tribunal entrar, você tem que saber o nome do juíz. É como se fosse o escritório deles, então cada um tem o seu. Não sei se no Brasil é assim também, mas eu nunca ouvi falar de eleição de juíz.

Aqui o negócio é mais burocrático ainda, porque além de saber a legislação do país, eles tem que saber a legislação do estado. Se alguém tira permissão para praticar aqui no Texas, por exemplo, e querem praticar em Washington depois de alguns anos, eles tem que fazer um novo teste, estudar mais e passar por todo o processo de novo. É um negócio bizarro. Por isso muitos advogados escolhem certinho onde querem trabalhar e vivem naquele estado, eles podem mudar de cidade sem problemas, mas é uma dor de cabeça só mudar de estado.

Anúncios

3 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Tais
    jan 30, 2010 @ 18:33:38

    O tio do Will do Maluco do Pedaço fazia campanha pra ser juiz do tribunal. 😀
    Lembrei disso!

    Responder

  2. Gabriela
    fev 01, 2010 @ 06:39:10

    Eu também! aheuahe

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: