Uncle Daves

Na sexta-feira a noite a Michaela nos convidou para ir a um evento na igreja dela. Diz ela que é uma igreja cristã e eles chamam o cara de pastor, eu não sei a diferença dessas coisas.

Mesmo naquele frio de rachar, eu fui. A Michaela me pegou aqui e lá fomos nós. A igreja fica a uns 15 minutos daqui e é super grande.

O evento era tipo um teatro de natal que tinha um jantar no meio. Cheguei lá e era tudo muito organizado. Tinha gente na recepção, todo mundo com uniforme, dizendo em qual mesa você iria sentar e com quem seria. Eu, a Michaela e a Ebony sentamos junto com uma família de 5 pessoas, 3 filhas, marido e esposa. Eta família sem noção, eles ficavam fazendo guerra de tomate e testando quem conseguia arremessar o pão mais longe (!).

Fiquei meio pasma quando entrei no lugar onde seria o jantar-teatro. Mesas organizadíssimas, numeradas, arrumadas, coloridas, tudo certinho. Para cada 3 mesas havia um assistente responsável por passar os pedidos para os garçons e animar a mesa. Todos  voluntários.

Enquanto nada começava, eu fiquei lá reparando no lugar. Nós estávamos em uma quadra de basquete que fica nos fundos da igreja e o palco era no formato de uma lanchonete dos anos 70, tudo muito colorido.

O negócio começou, som, luzes, microfones, todo mundo em seus lugares e ninguém errou nada (até onde eu percebi). Eles tinham até um coral para cantar nos ”intervalos”. A peça era sobre a lanchonete do tio Daves na noite de natal. A platéia fazia parte do teatro também e o cozinheiro era o pastor deles. Cantoria vai, cantoria vem, palhaçadas e comida. Mas era tudo muito cronometrado. A gente não teve tempo de ficar boiando, por exemplo, eles preencheram o tempo com várias atividades diferentes.

A comida estava péssima, pure de batata de caixinha e sem sal, vagem sem sal e sem gosto, tomate e um bife que eles tem a teimosia de chamar de chicken fried steak. Tudo cheio de pimenta, não gostei, mas comi.

Uma amiga da Michaela estava no coral e nós fomos por causa dela. Durante a peça eu fiquei reparando no cozinheiro, que era o pastor, mas eu só descobri isso no final. Mew, o cara parece com o psicopata do Jogos Mortais! É claro que eu não falei isso para ninguém, mas estava me remoendo para falar. É super parecido e o cara é pastor!

O galo é o pastor. Isso foi uma das cantorias no final da peça.

Michaela, eu, o pastor, a Ebony e a Bethany (amiga da Michaela que estava no coral).

Anúncios

2 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Tati Oliveira
    dez 09, 2009 @ 10:22:42

    O cara parece o psicopata e vc ainda senta do lado dele-rsrsrsrs

    Responder

  2. Luciana Monteiro
    dez 12, 2009 @ 14:15:28

    Não posso dizer nada pq não assisto esse tal de Jogos mortais!!
    rsrs
    Mas ele tem cara de simpático.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: