Ballet

A Janet é uma moça que trabalha em uma ONG daqui e ela sempre recebe convites para assistir às apresentações de ballet em Houston. Dessa vez ela só recebeu 2 ingressos a mais e ofereceu para os 8 bolsistas daqui, só 3 pessoas se interessaram, então um sorteio foi feito e eu e a Ebony ganhamos.

O ballet foi hoje a tarde. O teatro lá é gigantesco, tudo vermelho aveludado por dentro, muito bonito. O nome do ballet de hoje foi Without Boundaries, dividido em 3 partes, após cada apresentação de 40 minutos tem 20 minutos de intervalo.

A primeira apresentação foi meio cabulosa de início. 12 meninas vestidas de preto, palco todo preto com 6 caras tocando tambor ao lado do paco. As meninas ficaram fazendo coreografias sincronizadas por uns 3 minutos até que os caras começassem a tocar alguma coisa, e era um tum-tum-tum tão constante que chegou a me irritar de início. Depois que o ritmo foi mudando, ficou melhor. As meninas faziam tudo sincronizado e as luzes do palco mudavam de forma, ficaram quadradas, circulares, listradas no chão. Achei muito intenso, porque todos os movimentos das meninas eram super rápidos e opostos.

No intervalo, a Janet, o marido dela e um outro cara da ONG levaram a gente até a ponte do lado de fora do teatro. Eles disseram que foi lá que a cidade começou a ser construída. Essa é uma foto da ponte.

DSC00499

A apresentação seguinte foi um ballet clássico, orquestra e tudo rosinha. Mew, devia ter uns 30 bailarinos lá e eu até achei que foi legal, mas a primeira apresentação foi mais bonita. Nessa o cenário era uma faixa vertical no fundo do palco com luzes que mudavam de acordo com os 4  elementos (ar, terra, água, fogo), eu só fui entender isso quando a Janet me explicou. Pra mim foi mais um bando de gente dando pulinhos no palco. Mas é impressionate o preparo físico que eles tem. Tipo, de uma hora para outra eles tem que parar numa posição certinha depois de correr de um lado para o outro no palco! Eu não conseguiria fazer isso!

No segundo intervalo, nós fomos para o aquário que fica ali do lado e subimos até o restaurante para ver os peixes de lá. São peixes muito bonitos, mas a Janet disse que os peixes que ficam do lado de dentro do aquário mesmo são muito parecidos com os quais estão no restaurante, então não vale a pena pagar por uma coisa que você pode ver de graça. Ah, na entrada tinha um animal africano lá, só não lembro o nome, óh:

DSC00507

A terceira apresentação foi muito louca. Os bailarinhos usavam tênis e roupas listradas de azul e branco, como se fossem presidiários. Eles estavam com a meia vermelha, daí conforme a apresentação foi avançando, os bailarinos apareciam com roupas que tinham mais vermelho do que as outras cores. No final, as mulheres estavam todas com vestidos vermelhos chocantes, alguns homens com calças vermelhas e outros com blusas vermelhas. Eu gostei muito dessa apresentação, porque a música era bem parecida com as da Enya e as cores chamaram muito a minha atenção, foi desse que eu mais gostei.

No final, nós fomos a uma sala que se chama Green Room, e os bailarinos que quiserem aparecem por lá para conversar com o público. A Janet pediu para que a gente tirasse uma foto com a bailarina de vermelho, mas a foto está na máquina dela, depois atualizo no álbum. Vocês vão ver como a roupa era linda, a moça era o cão, mas a roupa era bonita.

DSC00532

Green Room, tinha um monte de criança lá com a sapatilha na mão esperando para ser autografada (a sapatilha, não a criança).

Ah, antes de tudo, a Janet nos convidou para almoçar. Beleza, mas eu nunca ia adivinhar que seria em um restaurante brasileiro! Era brasileiro mesmo, o feijão preto tinha gosto de feijão mesmo, tinha farofa, churrasco, vinagrete, pão de queijo, suco de manga, strogonoff e frango à parmeggiana! Eu falei que eles deveriam experimentar o prato chamado Churrasco Gaúcho, que era o churrasco normal mesmo, com farofa, feijão e arroz. Eles amaram! Daí eu falei que mandioca frita também era muito boa, eles pediram uma porção e levaram tudo para casa. Estava passando jogo do Corinthians na TV e só tinha eles de americanos no restaurante todo, até os garçons eram brasileiros.

DSC00490

Meu prato: frango à parmeggiana e tinha gosto de frango mesmo, não de barro como a comida daqui.

DSC00491Prato deles: Churrasco gaúcho.

Anúncios

1 comentário (+adicionar seu?)

  1. Luciana Monteiro
    out 06, 2009 @ 05:35:59

    E tirou a barriga da miséria? rsrsrsr
    Muito legal esse ballet heim? Tem até intervalos para descanso!!
    Depois quero ver a foto da bailarina.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: